domingo, 31 de julho de 2016

Ser rio

Parafraseando Pessoa,
viver é impreciso.
É, contudo, preciso
saber ser rio
pra só depois
navegar no mar.
Que correnteza
só leva
peixe morto
porque quem tá vivo
bem vivo
embora cansado
continua a lutar.

sábado, 30 de julho de 2016

Abate

É tarde da noite
E eu desço sozinha a rua
E embora vestida
Até o pescoço
Me sinto presa fácil ...
Pro abate
Como se estivesse
Brincando com a sorte
Completamente
Nua.
Sobe um medo
Um homem desce atrás
Lembro de amigas que contaram
Em segredo
Terem passado
Por momentos iguais
Aperto o passo
Só quero sair desse aperto
Mas e agora
O que eu faço?
Tem um outro homem subindo...
Quando acaba esse medo?

Rede

Caí na rede,
social.
Pega feito peixe.
A isca na boca.
E sai faísca ...
só de imaginar
a rede caindo.
Se acontecer isso
de que outra forma
vamos ter assunto
e socializar?

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Mistério

Pare
pra respirar
Pare
pra não pirar
Pare de levar tudo
tão a sério
Pare em frente ao espelho
e se renda
diante do mistério.

Gigabytes

Os gigabytes
do meu coração
batem
e ele se abre
pra te receber.
Você tá salvo
e bem arquivado
aqui desse lado
esquerdo
spam
não vai ter.

Processo

Não compare
seu início
com o meio
de ninguém.
É tudo
um processo
e se você
não tem certezas
não tem problema
ninguém tem.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Piloto automático

Assuma o controle
e saia do piloto
automático.
Parece muito
mais fácil
seguir a direção
que já é,
mas há armadilha
na estrada
da inconsciência
e nada
te leva
mais longe
que a estrada
trilhada
pelo seu
próprio pé.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Partes

Que partes minhas
eu segrego
não entrego
e me nego
a aceitar?
Só me mostrando
transcendo o ego
que por defeito
quer ser perfeito
e escolhe o eu
a que devo
amar.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Pais

A paz de descobrir
que não há dívidas
na dádiva de quem 
me concedeu a vida.
Fizeram tudo...
tudo aquilo
que puderam.
Hoje os honro
e não me levanto
em protesto.
Ergo, sim, um brinde
à vida que me deram.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Areia

Sim, eu sou muita areia.
Eu sou uma praia inteira!
Cê consegue 
me carregar, 
não,
com esse
carrinho
de mão.

Coitado

Olhe esse padrão
e tenha cuidado
parece haver sempre
um pobre coitado
e você
estendendo a mão
sempre pronta
a ajudar
o seu amado.

Fogueira

Quando a gente
se encontra 
é mó brasa, mora?
Meu mundo,
antes cinza,
agora incendeia.
Nós juntos
viramos
fogueira.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

terça-feira, 19 de julho de 2016

Apanho

Eu apanho
só de pensar
em te ver.
Me bate
essa saudade
de você.

Rede de proteção

Ela confiou
e a vida
fiou
uma rede
de proteção
fio a fio
para que venham
as quedas
mas em baixo
delas
haja sempre
uma mão.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Desfazer

Cada coisa
que eu fiz
foi me fazendo
assim
e hoje a coisa
que eu sou
é a soma de tudo
que já passou.
Mas posso
me desfazer
no instante
em que quiser
pois nada
do que eu fizer
é que vai
me definir.

Banquete

Me come
com os olhos
com a boca
e com o sexo
Sou feito
banquete
você tem fome
mas não te dou
eu empresto.

Admiração

Que a gente
possa
se olhar
como o outro
nos vê
desde que
esse outro
nos olhe
como eu
pra você.

sábado, 16 de julho de 2016

Reconstrução

A felicidade
tirou o chão
sob meus pés
levou as telhas
da minha casa
e derrubou as paredes
pr'eu poder
reconstruir-me
como quiser.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Paisagem

Pipas e pássaros
povoam a paisagem
quem passa
por mim.
Mas, espera,
sou eu que passo
e desapareço
no espaço,
paisagem
sem fim.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Cosmos no casulo

Ontem, cosmos no casulo.
Hoje, borboletas ao universo.
O fruto (proibido?)
precisa de tempo
pra ficar maduro.
Pra comer (o fruto),
no ponto,
não pode
ter pressa.

Lição de casa

Relacionar-se
é uma arte
por mim
ainda não dominada.
Sou aprendiz
e professor
você
minha lição
de casa.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Espaço sideral

Fui a mar te
tão rápido,
sem saber como
nem porque,
me lancei
nesse espaço sideral
que é você.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Re sentimento

Não fiquemos presos
ao ressentimento
que imobiliza
endurece
feito cimento
e nos faz
reviver a dor
a todo momento.

Não te quero

Não te quero pra mim
te quero pra vida
te quero cantando
sorrindo
e brincando
ainda que
te perca
de vista.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Motivos certos

Não te quero
ao meu lado
pelos motivos
errados.
Mas te quero
bem perto
quando os dois
compartilharem
dos motivos
certos.

Esperteza

Eu sinto 
com a cabeça 
E sei 
de coração 
A minha 
esperteza
É nunca
ter razão.