segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Sobre não ser obrigada:

Meu cabelo
armado
até a ponta
é cheio
de autenticidade
e seu
volume
não é
da sua conta.

Sobre a crueldade da comparação:

Novamente 
escorrego
e caio
na armadilha
de me comparar
com alguém
que tem outra
bagagem
e fez outra
viagem,
pra outro
lugar.

Sobre as gestações:

Que em nosso
ventre
também haja
sementes
de liberdade.
Porque a gente
não gera só
outra vida.
A gente
dá luz
à sociedade.

Sobre não ser obrigada II

Minha vista
toda embaça
ao avistar
o sorriso amarelo
de alguém.
Nessa vida
eu só quero
a graça
de quem for
sincero
e do bem.

Sobre ir:

Se não for
pra ser
amor
eu nem
vou.

Sobre acordar todas as manhãs:

A gente esfrega
bem os olhos
logo depois
de acordar
que é pra ver
se enxerga melhor
o dia
que acabou
de começar.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Sobre a abundância da vida

Tem de tudo
pra mim
nesse mundo
sim.
Mas pra chegar
tudo que há
tenho que acenar
que é pro que é meu
me achar.

Sobre ser livre

Eu faço
o que me dá
na telha.
Eu pulo
de galho
em galho.
Eu vivendo
trocando
de certezas.
Eu só
me prendo
ao que é
libertário.

Renascer

Nascimento
o primeiro trauma
dessa trama
que é viver.
Talvez por isso
seja preciso
tanta coragem
pra, ao longo da vida,
renascer.

domingo, 21 de agosto de 2016

Não hesito

Dessa vez
eu não hesito.
Vou tirar
os dois pés
do chão.
Não dá
pra evitar
pra sempre
a queda.
Não dá
pra ter sim
vivendo
de não.

Grande útero

A terra
é um grande
útero
que nos nutre
pelo
fio invisível
que a todos
une.

Casal apaixonado

O casal apaixonado
pega fogo
enquanto o trem
não chega.
Se os olhamos
de lado
é desejando
que pra
nossa brasa
também
haja lenha.

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Trago

Trago
o seu amor
na boca,
pulmões
e coração.
Levo
o meu amor
sem filtro,
sem força
e sem ilusões.

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Estações

No outono 
vou murchando.
Chega o inverno 
eu me retraio.
Entra a primavera
vou brotando.
No verão
eu me espalho.

Sonho

Sonho é 
essa coisa
que por mais
que cê foge
ele vai 
atrás de você
até enquanto
cê dorme.

Lua

Hoje
a lua cheia
tá de encher os olhos.
Não precisa
nem luz acesa.
Ela entra
na nossa escuridão
e ilumina
as profundezas.

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Dia cinza

Um dia cinza
pode ser
um convite
pra abusar
da paleta
de cores
e colorí-lo
sem limite.

Labirinto

Por mais
que já tenha
conseguido
tá sempre
lá na frente
o que eu quero.
Quisera eu
querer o que eu já tenho
e não ficar perdido
no labirinto
do que espero.

domingo, 14 de agosto de 2016

Me perder

Que liberdade há
em me prender a você?
Enquanto houverem
outros caminhos
que levem
ao mesmo destino
vou sempre preferir
me perder.

Saia do casulo

Saia do casulo,
seja borboleta.
Se abra para
o mundo
e se jogue
na vida
de cabeça.

sábado, 13 de agosto de 2016

Gozar

O amargo
do seu êxtase
escorre
no meu paladar.
Mas amargura,
aqui,
só na boca,
que na vida
eu quero
é gozar.

Mapa

Onde podemos
ser livres?
Me diz, onde é
permitido sonhar?
Quando encontrar
uma pista,
meu amigo,
me dá o mapa
desse lugar.

Hércules

Das nove
cabeças
da serpente
há uma
que nunca
morre.
Aquela
que representa
o desejo,
por onde
todo o sofrimento
escorre.

Incerto

Ninguém sabe
ao certo
o que está
fazendo aqui.
É sempre
um tanto
incerto
isso
de existir.

Paradoxo

Sentir-se infinito
mas saber-se mortal
é talvez o gatilho 
pra toda essa
crise existencial.

Arritmia

É paixão.
Diz-me essa arritmia
que descompassa
o meu palpitar.
Será a cura
pr'essa agonia
o mesmo olhar
que está
a lhe causar?

Ser flor

Que desperdício
ser flor
se você
não exubera
toda beleza

que possui
ao despontar
da primavera.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Alma gêmea

Olhei no espelho
e vi, então,
duas de mim.
Reconheci
minh'alma gêmea...
e aquela busca cessou,
enfim.

Fio invisível

Se há
um fio invisível
unindo tudo
que existe
talvez...
exista um nó
no fio daquele
que é triste.

Ser comum

Entre toda
essa gente correndo
sou quem não vai
a lugar algum
e segue
apenas vivendo
como um bicho
que por instinto
se conforma
em ser comum.

domingo, 7 de agosto de 2016

sábado, 6 de agosto de 2016

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Sexto sentido

Que sentido é esse
que nos cala
e nos fala
alto
ao coração?
É o sexto
na escala
e, é de longe,
aprender a escutá-lo
nossa maior lição.

Miragem

Isso de viver
é um recomeço sem fim.
Você jura que acabou
e que já não dá conta
quando, lá no horizonte,
novamente desponta,
uma nova miragem a seguir.

Engolir sapo

Pra mim
haja água
pra engolir
tanto sapo.
Em você
haja boca
pra engolir
tanta mosca.

Destino

O caminho é longo,
o caminhar é lindo.
E cada vez que entro
um pouco mais fundo
me aproximo
mais depressa
daquilo
a que chamamos
destino.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Originalidade

Querem que a
originalidade
seja aniquilada e,
quem sai
da fila indiana
é motivo de piada.

4 elementos

Os 4 elementos
se misturam
em mim,
me fazendo
um Universo
inteiro.
Difícil mesmo
é manter os pés
firmes na terra
com todo
esse fogo
queimando
aqui dentro.
Tão difícil
que, por vezes,
me falta o ar
e a água salgada
escorre,
apagando
o fogo
do peito.

Impulsionada

Me sinto inspirada,
impulsionada
e um tanto
como, quando criança,
descia correndo
a rua de casa,
flutuando
como se guiada
por uma mão invisível,
corria brincando.

Provas

A vida
nos dá provas
daquilo
em que
acreditamos.
Melhor
pensar
duas vezes
sobre o que
anda pensando.

Ânsia

Ânsia do que,
se agora
é tudo
que existe.
Tudo
que sou
quer nascer
no instante
que persiste.

Sol nascente

Sou sol
nascente
me pondo
a caminhar.
Dou voltas
em torno
da terra
mas acabo
me pondo
sempre
no mesmo
lugar.

domingo, 31 de julho de 2016

Ser rio

Parafraseando Pessoa,
viver é impreciso.
É, contudo, preciso
saber ser rio
pra só depois
navegar no mar.
Que correnteza
só leva
peixe morto
porque quem tá vivo
bem vivo
embora cansado
continua a lutar.

sábado, 30 de julho de 2016

Abate

É tarde da noite
E eu desço sozinha a rua
E embora vestida
Até o pescoço
Me sinto presa fácil ...
Pro abate
Como se estivesse
Brincando com a sorte
Completamente
Nua.
Sobe um medo
Um homem desce atrás
Lembro de amigas que contaram
Em segredo
Terem passado
Por momentos iguais
Aperto o passo
Só quero sair desse aperto
Mas e agora
O que eu faço?
Tem um outro homem subindo...
Quando acaba esse medo?

Rede

Caí na rede,
social.
Pega feito peixe.
A isca na boca.
E sai faísca ...
só de imaginar
a rede caindo.
Se acontecer isso
de que outra forma
vamos ter assunto
e socializar?

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Mistério

Pare
pra respirar
Pare
pra não pirar
Pare de levar tudo
tão a sério
Pare em frente ao espelho
e se renda
diante do mistério.

Gigabytes

Os gigabytes
do meu coração
batem
e ele se abre
pra te receber.
Você tá salvo
e bem arquivado
aqui desse lado
esquerdo
spam
não vai ter.

Processo

Não compare
seu início
com o meio
de ninguém.
É tudo
um processo
e se você
não tem certezas
não tem problema
ninguém tem.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Piloto automático

Assuma o controle
e saia do piloto
automático.
Parece muito
mais fácil
seguir a direção
que já é,
mas há armadilha
na estrada
da inconsciência
e nada
te leva
mais longe
que a estrada
trilhada
pelo seu
próprio pé.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Partes

Que partes minhas
eu segrego
não entrego
e me nego
a aceitar?
Só me mostrando
transcendo o ego
que por defeito
quer ser perfeito
e escolhe o eu
a que devo
amar.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Pais

A paz de descobrir
que não há dívidas
na dádiva de quem 
me concedeu a vida.
Fizeram tudo...
tudo aquilo
que puderam.
Hoje os honro
e não me levanto
em protesto.
Ergo, sim, um brinde
à vida que me deram.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Areia

Sim, eu sou muita areia.
Eu sou uma praia inteira!
Cê consegue 
me carregar, 
não,
com esse
carrinho
de mão.

Coitado

Olhe esse padrão
e tenha cuidado
parece haver sempre
um pobre coitado
e você
estendendo a mão
sempre pronta
a ajudar
o seu amado.

Fogueira

Quando a gente
se encontra 
é mó brasa, mora?
Meu mundo,
antes cinza,
agora incendeia.
Nós juntos
viramos
fogueira.

sexta-feira, 22 de julho de 2016

terça-feira, 19 de julho de 2016

Apanho

Eu apanho
só de pensar
em te ver.
Me bate
essa saudade
de você.

Rede de proteção

Ela confiou
e a vida
fiou
uma rede
de proteção
fio a fio
para que venham
as quedas
mas em baixo
delas
haja sempre
uma mão.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Desfazer

Cada coisa
que eu fiz
foi me fazendo
assim
e hoje a coisa
que eu sou
é a soma de tudo
que já passou.
Mas posso
me desfazer
no instante
em que quiser
pois nada
do que eu fizer
é que vai
me definir.

Banquete

Me come
com os olhos
com a boca
e com o sexo
Sou feito
banquete
você tem fome
mas não te dou
eu empresto.

Admiração

Que a gente
possa
se olhar
como o outro
nos vê
desde que
esse outro
nos olhe
como eu
pra você.

sábado, 16 de julho de 2016

Reconstrução

A felicidade
tirou o chão
sob meus pés
levou as telhas
da minha casa
e derrubou as paredes
pr'eu poder
reconstruir-me
como quiser.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Paisagem

Pipas e pássaros
povoam a paisagem
quem passa
por mim.
Mas, espera,
sou eu que passo
e desapareço
no espaço,
paisagem
sem fim.

terça-feira, 12 de julho de 2016

Cosmos no casulo

Ontem, cosmos no casulo.
Hoje, borboletas ao universo.
O fruto (proibido?)
precisa de tempo
pra ficar maduro.
Pra comer (o fruto),
no ponto,
não pode
ter pressa.

Lição de casa

Relacionar-se
é uma arte
por mim
ainda não dominada.
Sou aprendiz
e professor
você
minha lição
de casa.

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Espaço sideral

Fui a mar te
tão rápido,
sem saber como
nem porque,
me lancei
nesse espaço sideral
que é você.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Re sentimento

Não fiquemos presos
ao ressentimento
que imobiliza
endurece
feito cimento
e nos faz
reviver a dor
a todo momento.

Não te quero

Não te quero pra mim
te quero pra vida
te quero cantando
sorrindo
e brincando
ainda que
te perca
de vista.

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Motivos certos

Não te quero
ao meu lado
pelos motivos
errados.
Mas te quero
bem perto
quando os dois
compartilharem
dos motivos
certos.

Esperteza

Eu sinto 
com a cabeça 
E sei 
de coração 
A minha 
esperteza
É nunca
ter razão.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Universo paralelo

Porque vibramos
na mesma frequência
eu sintonizo você,
num universo
paralelo,
só nosso,
que ninguém vê.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Toda prosa

Eu, poesia,
ando toda prosa.
Tem seus espinhos,
toda rosa. 
O mel da vida
por vezes amarga,
mas ela continua
gostosa.

terça-feira, 31 de maio de 2016

Eterno parto

Eu paro e ando.
Ando e paro.
Às vezes reparo
em quem tá passando,
às vezes disparo.
E sigo pensando
que o destino
que vou traçando,
assim, de improviso,
dá luz a quem sou,
todo dia,
num eterno parto.

quarta-feira, 18 de maio de 2016

De pé

A gente sempre é mais forte
do que acha,
pressente que vai quebrar
e apenas racha.
A gente sempre parece mais fraco
do que é,
quando pensa que vai cair
continua de pé.

domingo, 24 de abril de 2016

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Ponte

Estou construindo
uma ponte
no meio de mim
pra juntar
as minhas partes
e me saber
inteira
enfim.

terça-feira, 12 de abril de 2016

Ferida

Não é
por querer
você não ser
quem vai curar
nem é seu dever
assoprar esse arder
que mais parece matar.

São Thomé das Letras

Sou o sol,
as estrelas
e borboletas
desse lugar.
A alegria
de quem chega,
a tristeza
de quem parte
e a certeza
de sempre voltar.

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Silêncio

Silêncio
aqui fora
que lá dentro
a alma
quer se fazer
escutar.
Vou pra
bem longe
agora
que é pra
dar a ela voz
e deixá-la
falar.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Seremos

Flores ser
Flores serão
Flores seremos
Flores seríamos
Em tardes ser
Em tardes serão
Em tardes seremos
Em tardes seríamos
Flores ser em tardes
Em tardes flores seremos

segunda-feira, 4 de abril de 2016

Miragens

Enquanto
olhares pra fora
todas as vistas
serão
como miragens.
É dentro
que a verdade
mora
e já escuto
ela pedindo
passagem.

quinta-feira, 31 de março de 2016

Grama

Finque os pés
nessa terra
em que pisas,
lugar
que é seu
por direito.
A grama vizinha
não chega
nem perto
daquilo
que julgas
perfeito.

sábado, 26 de março de 2016

Peito

Não sei
se é catarro
no peito
ou algum
sentimento
aqui dentro
resiste
em sair.

Desperta

Desperta
do sonho
em que vives.
Dispara
em direção
ao que sentes.
E vês
toda beleza
que brota
da chama
que no peito
a(s)cende.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Bússola do Coração

A pressa
é inimiga
da direção,
diz a placa
de trânsito.
Desaperto
o passo
refaço a rota
pela bússola
do coração.

domingo, 6 de março de 2016

Perdoar

Entre tantas
alternativas
existe uma
sempre certeira:
escolher ser feliz,
escolher perdoar.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Se apaixonar

Se apaixonar
é ter aceso
dentro do peito
um amor
que é
todo seu
mas que,
transbordando,
quer doar
a outro peito
esse calor
que alguém
lhe deu.

Não reciprocidade

Não sou tão forte
quanto pensas
nem tão boa
quanto julgas
disse-te pra
ficar em paz
que era natural
a não reciprocidade
mas, por dentro,
berrava,
gritava,
morria.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Faço poesia

Junto palavras
num verso,
desfaz-se
a agonia.
Faço
poesia.

Sentimento infinito

Tento encontrar
o começo
disso tudo
em mim,
mas amor
é sentimento infinito
e o que
nunca teve,
de fato,
início
nunca terá,
de certo,
fim.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

domingo, 17 de janeiro de 2016

Minh'alma

Eu quero sexo,
minh'alma amor.
Eu quero festa,
minh'alma paz.
Eu quero, com pressa.
Minh'alma, no tempo que der.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Novo tempo

Que nada pare
que tudo passe
que o tempo acelere
o seu caminhar.
Que a vida não volte,
não dê voltas em torno
de velhos padrões
que foram vencidos
por esse novo tempo
que olha pra frente
e não titubeia
no seu caminhar.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Espontânea vontade

Frustrar-se é
querer receber 
mais do que 
lhe é ofertado.
De que vale cafuné
que não é
por livre 
e espontânea vontade
ofertado?

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Pré ocupação

Nessa pré ocupação
o agora,
onde é que fica?
Escorrega pelas mãos,
sai noite
entra dia.
Pro problema
que virá
ei de achar
a solução,
mas o dia
que perdi
nunca mais
entre minhas mãos.

sábado, 2 de janeiro de 2016

Por inteiro

Não resistir,
estar entregue
ao caminho,
fluir.
Sem controle
ou rota
abrir as janelas,
destrancar as portas.
Não ser mais
metade,
reconstruir-me,
parte a parte,
estar por inteiro
em mim.

Dança, menina!

Dança menina,
dança!
Dança
esse som
que sai
do coração.
Se não tiver par,
ainda,
dança assim mesmo,
sozinha.
Levanta
e tira a vida
pra dançar.
Dança,
enquanto ainda toca
que um dia
essa música
vai parar.

Feliz novo ano

Que a gente
renasça
no ano que
nasce
e, em nós,
se desfaçam
os nós,
nos abraços
dos braços
que se entrelaçam.